HGIS

Programa de Melhoria da Qualidade e Segurança do Paciente

O desenvolvimento do PCMQSP foi uma das estratégias para o aperfeiçoamento contínuo dos processos na instituição e uma forma de documentar as práticas existentes, padronizando e disseminando a cultura de qualidade e segurança.

A horizontalização na gestão e a abordagem multidisciplinar são dois importantes eixos do PCMQSP, característicos do sistema de liderança adotado, por qual a governança da instituição é exercida. Este sistema busca autonomia e responsabilidade na gestão e alinhamento das iniciativas com os objetivos estratégicos da Instituição. Desta forma a qualidade e a segurança na instituição são trabalhadas em todas as instâncias da organização, composta pela alta direção (Conselho Técnico Administrativo), os operadores do sistema (Qualidade, Informação, Vigilância de Risco e Serviço de Atendimento ao Cliente), as comissões e comitês, dos facilitadores e avaliadores internos até os gestores e equipes que atuam na base.

 O programa da Instituição aborda temas como gestão estratégica, prática baseada em evidências, desenho e redesenho de processos, monitoramento de padrões de qualidade e segurança (avaliações internas e externas, pesquisa de satisfação etc.), gerenciamento de documentos, gestão de indicadores, cultura de segurança, gestão de risco e as Metas Internacionais de Segurança do Paciente. Tem por objetivo imprimir movimento contínuo e ascendente aos processos, fomentar a busca pelo conhecimento e trazer melhores resultados para a assistência.

A disseminação do programa ocorre por divulgação de relatórios institucionais e veículos de comunicação, sendo esta: Boletim de Gerenciamento de Risco, Jornal “Vivendo o HGIS”, reuniões, comitês, comunicação visual, canal aberto e direto, intranet, internet, murais, e-mail etc. A educação da qualidade e segurança acontece vinculada a outros programas, eventos, treinamentos, simulados e rastreadores com foco educativo.